Dias incríveis na comunidade de Suruacá!

Foto coletiva para celebrar a conclusão do projeto #FutebolNoTapajós

Foto coletiva para celebrar a conclusão do projeto #FutebolNoTapajós

O último mês de junho vai ficar marcado em nossa trajetória. Há exatamente um mês atrás vivenciamosdias incríveis vila do Suruacá,  comunidade ribeirinha localizada na margem esquerda do Rio Tapajós. Foram intensos e inesquecíveis quatros dias onde tivemos o prazer de realizar e celebrar a conclusão do projeto #FutebolNoTapajós.

Após dois anos de desenvolvimento e muito trabalho (período que chegou a envolver uma expedição de 60 dias no ano de 2015 para o Pará), chegou o momento de colocar em prática a grande razão que permeia a existência de nosso movimento: gerar transformações sociais através do futebol e contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

VIla do Suruacá

Vila de Suruacá

Suruacá foi uma comunidade minuciosamente escolhida pra receber e dar asas para a primeira grande benfeitoria esportiva da história da Ginga.Fc, e foi com este objetivo que partimos para o Pará no dia 14 de junho. Nosso avisão desembarcou em Santarém/PA e de lá foram mais 4 horas de barco atravessando o Rio Tapajós até chegar à comunidade.

Além da equipe de coordenação da Ginga.Fc, nossa tripulação foi formada por um coletivo de 28 agentes transformadores voluntários. Ficamos extremamente felizes em reunir um grupo tão heterogêneo de pessoas dispostas a viver esta grande experiência. Nossa alegre e habilidosa equipe contava com professores de yoga, fotógrafos, jornalistas, administradores, arquitetos, dentistas, publicitários, artistas e advogados.

Chegamos em Suruacá no meio da tarde e logo em nossa chegada já ficou fácil perceber que teríamos uma grande hospitalidade na comunidade. Antes mesmo de ancorarmos com o barco, já fomos recebidos com uma grande queima de fogos e muitas crianças curiosas e animadas com a nossa chegada.

Os momentos que se passaram em seguida foram um dos mais marcantes durante toda nossa vivência. Os moradores de Suruacá realizaram diversas apresentações como música, dança de carimbó, capoeira, além de diversas mensagens e homenagens. Foi um momento muito emocionante e que ficará para sempre guardado com carinho em nossas memórias. 
Para encerrar o dia, foi realizado um grande jantar coletivo entre visitantes e moradores.  

O segundo dia na comunidade prometia. Antes mesmo do sol nascer muitos moradores já começam a acordar e fazer suas atividades, como a pesca por exemplo. As 6am a rádio local da comunidade já acordava à todos com muita música e informações diversas.

Após o café da manhã, chegou o momento de colocar a mão na massa e trabalhar para cumprir o nosso grande objetivo: finalizar a reforma do campinho da escola de Suruacá, chamada de João Francisco Sarmento e que atende 164 alunos.

Um dia ensolarado, de bastante trabalho, dedicação, e acima de tudo, muita solidariedade, amor e alegria. Foi bonito ver o grande trabalho coletivo realizado entre todas as pessoas e a integração entre moradores e turistas acontecendo em perfeita harmonia.

As pessoas foram se organizando em grupos com habilidades distintas e atuando em conjunto para conseguir finalizar a reforma do campinho ainda naquele dia. Havia o grupo dos “marcineiros”, responsáveis por aplicar grades de madeira ao redor de todo o campo, e instalar a placa de ‘Boas Vindas’. Tinha também o grupo dos “tecedores”. Com uma ação inovadora de reciclagem, possibilitamos que as redes dos gols do campinho fossem desenvolvidas com garrafa PET através do manuseio de uma máquina que fileta as garrafas e as tranforma em fios. Após gerar os fios, os tecedores então transformavão os fios em rede.

Rede feita de Garrafas PET

REDE DE PET

A máquina filetadora foi uma benfeitoria entregue de presente para uso da comunidade. Além de redes, com ela também é possível se desenvolver vassouras e varal, por exemplo. Esta benfeitoria possível através de uma parceria com a empresa Wortex Máquinas de Reciclagem.

 

O restante do investimento em materiais de construção para a reforma foi possível através da arrecadação com a venda das camisetas da coleção #FutebolNoTapajós.  

As crianças foram um grande símbolo de alegria e distribuíram sorrisos durante todo o dia. Elas se destacaram nas atividades de pintura e recolhimento de areia para demarcação das faixas do campinho.

Para encerrar o dia, foi realizada uma palestra sobre reciclagem ministrada pelo Sr. Eduardo, responsável pela empresa Amazônia Vive e que acompanhou nossa expedição.

Após muito trabalho para concluir a reforma do campinho, o terceiro dia em Suruacá amanheceu prometendo ser o grande momento de celebração da nossa experiência. O dia já começou cheio de atividades, como aula de yoga, palestra sobre higiene bucal e também a entrega dos materiais esportivos que foram viabilizados em campanhas de doação e/ou comprados com a receita do projeto. Foram entregues 150 kits de higiene bucal e mais de 1.200 itens esportivos para uso coletivo da comunidade.

Já a parte da tarde foi destinada para o momento mais aguardado de nossa experiência. Chegou a hora de inaugurar o recém reformado campinho da escola João Franco Sarmento.

Após todos estarem devidamente uniformizados, chegou finalmente a hora da bola rolar. A inauguração contou com apresentação do hino nacional e um momento muito especial: Dona Martinha, de 87 anos e uma das grandes matriarcas da comunidade, foi a responsável por dar o pontapé inicial para celebrar o início dos jogos.

A tarde seguiu com diversos jogos festivos e celebrações. Foram muitos sorrisos e abraços distribuídos e que vão ficar para sempre guardado em nossos corações. Todas as pessoas puderam jogar e se divertir no novo campinho da escola.

Estes dias em Suruacá foram inesquecíveis e vão ficar para sempre guardado em nossos corações. Foi uma linda experiência onde pudemos contribuirefetivamente com a realização de uma benfeitoria coletiva por meio do esporte e tangibilizar o que mais acreditamos: melhorar a qualidade de vida das pessoas e comunidades brasileiras.

Toda esta grande experiência foi documentada e em breve disponibilizaremos para todos e lançaremos o mini-doc #FutebolNoTapajós.

Clique no botão abaixo para ver todas as fotos desta experiência. As fotos são de Bruna Fioretti e Eduardo Figueiredo.

Não poderíamos terminar este texto sem agradecer à todas as pessoas e organizações que estão juntos conosco em nosso movimento. Nossa imensa gratidão à todos que nos acompanham e compartilham de nossos sonhos. Nossa missão continua e se fortalece a cada dia. É um prazer seguir compartilhando nossa caminhada com todos vocês.

Parceiros:

Colégio Objetivo

Chuteira de Ouro

GMartini

WebMotors

Wortex Máquinas de Reciclagem