Ginga.Fc e Guaraná Antarctica fazem ação de reciclagem no festival Anima Mundi

35550751511_2b7014fb5c_z.jpg

No ano de 2015, durante nossa primeira imersão no estado do Pará, visitamos uma comunidade ribeirinha chamada Arimum, um pequeno vilarejo onde moram oito famílias e que fica às margens do Rio Arapiuns.

Por lá conhecemos um grupo de mulheres que realizam um trabalho de artesanato com práticas de reciclagem. Passamos alguns dias na comunidade desenvolvendo com o grupo algumas variedades de objetos reciclados, como vasos decorativos e acessórios de mesa para refeição (ex: descanso de panela). Os acessórios eram produzidos através de palhas e garrafas pet reutilizadas. Começava ali, em uma pequena comunidade da Amazônia, a nossa relação e conexão com a reciclagem

  Felipe Rigolizzo, um dos fundadores da Ginga.Fc, em experiência de troca e aprendizado sobre reciclagem com um morador local da comunidade de Arimum, uma pequena vila ribeirinha as margens do Rio Arapiuns, no Pará. Viagem realizada em 2015 marcou a primeira expedição da Ginga.Fc.

Felipe Rigolizzo, um dos fundadores da Ginga.Fc, em experiência de troca e aprendizado sobre reciclagem com um morador local da comunidade de Arimum, uma pequena vila ribeirinha as margens do Rio Arapiuns, no Pará. Viagem realizada em 2015 marcou a primeira expedição da Ginga.Fc.

De lá para cá bastante coisa aconteceu. Nosso envolvimento com a reciclagem aumentou e se fortificou. Em cada expedição e visita feita à alguma comunidade, começamos a dar cada vez mais importância ao tema e perceber o forte impacto social que um trabalho de reciclagem pode proporcionar.

No início do processo de aprendizado e conexão com o tema, logo nos deparamos com a seguinte pergunta: como podemos realizar um trabalho integrado entre a reciclagem e o futebol?.

A resposta não demorou para chegar. Que tal desenvolver redes esportivas para gols de futebol feitas 100% de garrafas pet?. Surgia então a oportunidade de reciclar, e ao mesmo tempo, poder fortalecer e contribuir com o esporte que mais amamos e nos inspiramos. 

Foi na Amazônia também que esta ideia surgiu. E lá mesmo que começamos a colocar ela em prática. Durante a conclusão do projeto #FutebolNoTapajós na comunidade de Suruacá, no Pará, realizamos iniciativas de conscientização, capacitação e prototipagem para o desenvolvido deste trabalho integrado entre o futebol e a reciclagem. O resultado: muitas garrafas recicladas, dois novos pares de redes novinhas para o campinho local e uma comunidade capacitada para dar continuidade ao processo de trabalho. Estes dias eles nos enviaram um vídeo mostrando que fizeram toda a amarração da cobertura da escola local usando as fitas pet como cordas. Ficamos super orgulhosos e contentes de ver a reciclagem sendo continuada e aplicada no dia a dia da comunidade. Aqui você pode assistir este vídeo

Após as experiências no Pará, este trabalho começou a ser amplificado e derivado para outras comunidades. Mergulhamos de cabeça no tema e começamos a nos estruturar para realizar um trabalho em maior escala e impacto social. 

E agora este trabalho começa a ser impulsionado e fortificado para alçar vôos maiores. Firmamos uma parceria com o Guaraná Antarctica e estamos começando a colocar de pé iniciativas que busquem gerar impacto, conscientização, capacitação e ressignificação de garrafas pet. E, claro, tendo o futebol como o fio condutor de tudo

Não poderíamos estar mais felizes por poder se conectar, co-criar e desenvolver projetos em conjunto com uma marca tão bacana e compromissada com práticas éticas e sustentáveis. Uma marca tão brasileira, que assim como nós nasceu e tem sua origem na Amazônia, a maior floresta do planeta O Guaraná Antarctica, o mais brasileiro dos refrigerantes, carrega em seu DNA uma conexão única com a natureza. A marca foi pioneira ao lançar a primeira PET 100% reciclável no mercado brasileiro em 2012. Hoje, cerca de 56% das garrafas de Guaraná Antarctica produzidas pela Cervejaria Ambev já é envasada nesse tipo de embalagem.

   Ginga.Fc  e  Guaraná Antarctica  em ação de parceria sobre reciclagem e futebol. Iniciativas que ajudam a preservar o meio ambiente e contribuir com a prática esportiva em diversas comunidades pelo Brasil.     Foto: Felipe Panfili

Ginga.Fc e Guaraná Antarctica em ação de parceria sobre reciclagem e futebol. Iniciativas que ajudam a preservar o meio ambiente e contribuir com a prática esportiva em diversas comunidades pelo Brasil. 

Foto: Felipe Panfili

Os primeiros passos desta parceria já começaram a ser dados e na próxima semana vamos escrever mais um capítulo. A convite do Guaraná, nós vamos estar presente no festival Anima Mundi, realizando oficinas de reciclagem para escolas municipais do estado do Rio de Janeiro. Vamos trocar uma ideia com a molecada sobre o tema e também mostrar e ensinar na prática todo o processo para reciclar uma garrafa pet e a transformar em uma rede de gols para futebol. 

O Anima Mundi é um dos maiores eventos sobre animação no mundo e acontece entre os dias 25 à 28 de julho na capital carioca. Aqui no site do evento você pode ver todos os detalhes do que vai rolar. O Guaraná é um dos patrocinadores do festival na edição deste ano e terá um espaço gratuito e aberto para qualquer pessoa. Vão ser diversas atrações rolando.

Nós estaremos na Praça Animada. Se você estiver pelo Rio de Janeiro, será um grande prazer te receber por lá e trocarmos uma ideia. ;)

Para quem não conseguir ir. Nós vamos contar tudo o que rolou em nossos canais e também posteriormente aqui em nosso blog. Será um prazer compartilhar cada momento desta parceria com todos vocês que ajudam a construir e desenvolver nosso movimento. 

Vamos todos juntos ajudar a preservar nosso planeta e, de quebra, contribuir com o futebol em comunidades pelo Brasil.

E aí, #Bora Lá reciclar juntos?. 

Fotos: Felipe Oliveira & Felipe Rigolizzo

Parceiro: 

Captura de Tela 2018-07-21 às 17.28.42.png