#AgentesTransformadores ::: Episódio #02 com Mariana Neves

IMG_4858 2.jpg
*Escrito por Felipe Oliveira

O que mais impulsiona nosso projeto é a crença diária de enxergar o futebol como uma das maiores ferramentas capazes de gerar grandes e significativas transformações sociais e pessoais. É sobre esta ótica que nosso movimento se desenvolve diariamente, e que serviu de inspiração para a produção desta série #AgentesTransformadores

O mais legal desta nossa caminhada é poder cada vez mais conhecer e se conectar com pessoas incríveis, e que de alguma forma tiveram suas vidas levadas e influenciadas pelo futebol. E uma destas pessoas foi a Mary, que tivemos o prazer e privilégio de conhecer logo no início da trajetória da Ginga.Fc. E logo de cara já tinha dado para perceber que a Mary tinha uma baita história para contar - e nós estávamos curiosos para ouvir. 

Depois de algumas conversas, surgiu então a possibilidade de marcarmos um papo com a Mary para conhecermos todos os detalhes dessa bonita história. O cenário não poderia ser melhor - papo marcado para o Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Após uma descontraída e prazeirosa  visita ao Museu do Futebol (que fica ao lado do estádio), sentamos em um canto da Praça Charles Muller e o papo rolou solto. 

Mariana Neves, brasileira, é uma atleta e treinadora de futebol e teve sua vida tomada por este esporte desde muito cedo. Logo no início da conversa, ela já nos contou como foi o início de sua relação com o futebol. 

"O meu primeiro 'crush' com o futebol foi com o Maradona, quando vi ele jogar na Copa de 1990. Depois dessa Copa eu me interessei muito e então eu já falei que queria jogar bola" .

*Imagens do início da carreira da Mary. 

E como em qualquer profissão e/ou atividade, as dificuldades e barreiras sempre aparecem para superarmos e conseguirmos seguir nosso caminho. Com a Mary não foi diferente, além dos adversários em campo, ela também precisou driblar diversas adversidades para conseguir construir sua carreira dentro do futebol

“Quando comecei a jogar na escolinha, eu era a única menina. Não podia participar dos jogos, porque as outras escolas não permitiam que uma menina jogasse. Treinava, treinava....e não jogava. Isso foi um pouco difícil pra mim". 

Com seu talento, persistência e bastante dedicação, a Mary foi passando por cima dos obstáculos e se envolvendo cada vez mais com o futebol. Nada mais natural que as portas começassem a se abrir.

Após já estar há um bom tempo jogando futsal com uma equipe de meninas mais velhas, uma grande oportunidade bateu em sua porta. Ela foi convidada para estudar em uma faculdade nos Estados Unidos com uma bolsa integral, e de quebra, jogar futebol feminino no college americano. Experiência esta fundamental para evoluir esportivamente e começar a encarar o futebol com outras perspectivas.

  Mariana  nos tempos em que jogava  futebol no college americano . Ela ficou quase  10 anos nos Estados Unidos ,  onde através do futebol teve a chance de conectar os estudos com o esporte. 

Mariana nos tempos em que jogava futebol no college americano. Ela ficou quase 10 anos nos Estados Unidos,  onde através do futebol teve a chance de conectar os estudos com o esporte. 

"Jogar nos USA foi viver o meu grande sonho. Foi quando eu tive a percepção de realmente viver do esporte"

Dali em diante, foram quase 10 anos de Estados Unidos divididos entre as atividades esportivas e acadêmicas. Experiências que ao longo do tempo, serviram para o amadurecimento e crescimento pessoal e profissional dela. Ela nos contou o papel que futebol também teve fora de campo durante esta sua primeira vivência fora do país:

"O futebol foi o grande facilitador para o meu desenvolvimento pessoal. Fora de campo eu ainda estava com dificuldades de me encontrar em relação a diversas coisas, morar dentro de uma faculdade, conviver com novas culturas e pessoas, tudo foi difícil no primeiro momento. O futebol era minha 'válvula de escapa'". 

 

Esta experiência no Estados Unidos possibilitou novos horizontes para a Mary. Muito pró-ativa e disciplinada dentro de campo, ela aproveitou os treinos diários para também evoluir e conviver com outras esferas do esporte. Foi então que Mary começou a despertar cada vez mais um interesse sobre assuntos ligados a preparação física e gestão esportiva. Com isso as oportunidades e portas começaram a aparecer com mais frequência.

Desde então, a Mary não parou mais. Além de muitos gols marcados e campeonatos conquistados, a experiência em solo americano resultou também em dois diplomas acadêmicos: um de educadora física e outro de gestora esportiva. Ela também aprendeu a falar 04 idiomas fluentemente e viajou por 15 países ao redor do mundo. Tudo isso através do futebol.

As experiências com o futebol são tantas, que ela teve até dificuldades de nos contar quais delas eram as mais marcantes. Mas rapidamente ela fez questão de nos contar uma das histórias mais especiais: a oportunidade de treinar a Seleção Feminina do Haiti

"Recebi o convite para ser treinadora da Seleção Feminina de Futebol do Haiti. Fui campeão da Copa Caribenha sub-20 e vice-campeã com a sub-17. De repente, me tornei coordenadora de todas as seleções. Foi onde eu pude consolidar tudo o que eu acredito dentro do esporte, como ferramenta de transformação social mesmo". 

E as viagens e andanças da Mary não param por aí. Desde então, ela segue viajando, praticando, orientando, e acima de tudo, acreditando na força de esporte como grande ferramenta de transformação e inclusão social.

Dos feitos recentes, a Mary passou recentemente por uma experiência no futebol francês, onde atuou pela equipe do Mulhouse F.C e também vêm empreendendo fora das quatro linhas. Além dos trabalhos como preparadora física, ela também lançou uma linha de camisetas sobre o futebol feminino. Uma das camisetas é uma homenagem para a principal ídola da Mary. A ex-jogadora da Seleção Brasileira, Sissi. Clique aqui para ver as camisetas.

E no fim da tarde terminamos o papo com muita inspiração e a gratidão por termos conhecido mais uma linda história  transformada pelo futebol. 

Mariana Neves foi a personagem do 2º episódio da série #AgentesTransformadores. Confira abaixo o vídeo completo deste papo. 

E em breve novas histórias vêm por aí. Caso você ainda não tenha visto o #Episódio 01 com a Raquel Freestlye, clica aqui para acompanhar! ;)

#AgentesTransformadores - Episódio 02: Mariana Neves

[Ficha Técnica] 

Produção & Roteiro: Christiane Mussi, Felipe Oliveira e Felipe Rigolizzo

Edição: Felipe Oliveira

Texto: Felipe Oliveira

Idealização: Felipe Oliveira & Felipe Rigolizzo

Agradecimentos: Estádio do Pacaembu / Museu do Futebol